'Time': Impeachment de Dilma é início da crise do Brasil, não o fim

Matéria publicada pela Time magazine nesta sexta-feira (2) analisa que o impeachment da presidente Dilma Rousseff, primeira mulher brasileira eleita para o cargo, deve desencadear uma crise política ainda maior que a anterior. A quarta maior democracia do mundo está dividida entre a esquerda e a direita como nunca antes visto. Talvez pela narrativa de golpe, ou pela crise econômica e política já existentes ha mais de um ano, opina a publicação.

Segundo reportagem da Time Magazine, Dilma fez um discurso emocionante após a votação do impeachment, afirmando que os senadores que votaram por sua saída haviam "condenado uma inocente" em "uma grande injustiça". Seu substituto, Michel Temer, ao tentar manter um tom de estadista em seu primeiro discurso como presidente negou o "golpe" contra Dilma.

> > 'Time Magazine': Dilma Rousseff’s Impeachment Is the Start of Brazil’s Crisis—Not the End

A Time destaca que após a decisão de cassação da presidente se iniciaram uma série de manifestações contra Temer. Os grupos localizados no Rio de janeiro, São Paulo e Brasília, apesar de ter poucos adeptos, tem se mostrado violento e pronto para lutar até o fim. 

O noticiário diz que Dilma Rousseff agora vai apelar no Supremo Tribunal. Ela deve desocupar o Palácio da Alvorada para Temer seguir seu mandato pelos próximos dois anos e três meses. Ele foi empossado pelo Congresso na quarta-feira (31) e foi para a China participar da cúpula do G20.

As pesquisas mostram que a maioria dos brasileiros não apoiam o governo Temer. Ele já disse que não vai concorrer à eleição em 2018. Seu sucesso dependerá em grande parte se ele poderá salvar o Brasil de sua pior recessão desde a década de 1930, com o PIB caindo há seis trimestres consecutivos, finaliza a Time.

Leia também

> > 'The Telegraph': Impeachment causa crise diplomática na América Latina

> > 'The New Yorker': O Brasil após Dilma Rousseff

> > 'Clarín': Macri e Xi Jinping discutem investimentos da China na Argentina

> > 'Clarín': Os desafios que Temer já enfrenta