Mortos no 'Costa Corcordia' eram italiano e espanhol 

ROMA - As duas pessoas encontradas mortas neste domingo no navio de cruzeiro "Costa Concordia", que naufragou próximo à ilha italiana de Giglio, tinham nacionalidade italiana e espanhola, revelou a agência Ansa, citando "fontes informadas".

Os corpos dos dois idosos foram levados a um hospital de Grosseto, segundo a agência de notícias italiana.

O naufrágio deixou cinco mortos, cerca de 60 feridos e 15 desaparecidos, e os trabalhos de busca prosseguem. 

>> Terceiro sobrevivente é resgatado de cruzeiro que naufragou na Itália

>> Onze gaúchos que estavam em navio naufragado chegam a Porto Alegre

Os corpos foram localizados por mergulhadores na parte submersa do cruzeiro de luxo, que está tombado à direita em quase 90 graus. 

A Costa Cruzeiros, empresa dona do navio que naufragou, relatou ao consulado do Brasil em Roma que 53 brasileiros estavam a bordo da embarcação. A companhia comunicou que, dos cidadãos do País que viajavam no cruzeiro, 47 eram passageiros e seis, tripulantes.

Todos eles foram identificados e não sofreram nenhum ferimento durante o acidente. A Costa Cruzeiros também relatou que eles foram encaminhados para um hotel próximo ao local do naufrágio.

A embarcação navegava pelo Mar Mediterrâneo, depois de zarpar de Civitavecchia e com escalas previstas em Savona, Marselha, Barcelona, Palma de Mallorca, Cagliari e Palermo.

O Grupo Costa disponibilizou os seguintes números de telefone para informações: 55 11 2123-3673 e 55 11 2123-3679. O Itamaraty está prestando assistência aos passageiros.

Com agências