Space e SCMM: Kelly Vieira tem nome em ação trabalhista contra a Import Service

A Import é vinculada em processos do Tribunal Regional do Trabalho ao Grupo Locanty

Em meio a auditoria do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (TCE-RJ) para investigar os contratos assinados pela Câmara dos Vereadores, nos últimos quatro anos, com as empresas Space 2000 e SCMM Serviços de Limpeza, um dos nomes suspeitos citado nos convênios, o de Kelly Vieira de Melo Teixeira, também protagoniza ação trabalhista contra outra subsidiária do Grupo Locanty Comércio e Serviços Ltda, a Import Service Serviços de Limpeza. O processo foi aberto no final de 2013.

Segundo reportagem veiculada esta semana pelo RJTV, Kelly reside na periferia de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e assinou contratos no valor superior a R$ 2 milhões com a Câmara Municipal, na condição de sócia das duas empresas terceirizadas - a Space e a SCMM. De acordo com os registros da Junta Comercial, Kelly foi sócia da empresa Space 2000, entre os anos de 1999 e 2009, detentora de um capital de R$ 1.900. Kelly saiu da sociedade no ano de 2009, para assumir o cargo de administradora da SCMM, já com um capital de cerca de R$ 8,3 milhões. No entanto, parentes de Kelly revelaram para a equipe de reportagem que ela trabalha como secretária no Centro do Rio. 

Uma consulta processual pelo portal do Tribunal Regional do Trabalho da 1º Região é possível encontrar o nome de Kelly associado a uma ação trabalhista, registrado sob a numeração 0011143-47.2013.5.01.0205, com pedido de indenização no valor de R$ 50 mil a empresa Import Service Serviços de Limpeza LTDA, que na própria ação é vinculada ao "Grupo Econômico Locanty". Em publicações do Diário Oficial do Estado do Rio, o nome das empresas Import e Locanty aparacem associados em diversas ações trabalhistas entre os anos de 2012 e 2014.

Sobre o caso:

>> Câmara suspende contratos com empresa suspeita de fraude em licitação

>> Vereador investiga terceirizada da Câmara que pode ter ligação com a Locanty


Cancelamento dos contratos

A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro decidiu suspender, nesta quinta-feira (28), os contratos da empresa Space 2000 com a Casa. O presidente da Câmara, Jorge Felippe (PMDB), havia sido intimado na última segunda-feira (25/8) a depor na Polícia Fazendária acerca dos contratos. 

No dia 12 de agosto, o Jornal do Brasil publicou em primeira mão que o vereador Jefferson Moura (Psol-RJ) havia dado entrada em um requerimento pedindo à Câmara informações sobre a Space 2000 e também a SCMM, após ser informado sobre os contratos com indícios de irregularidades. Responsáveis pelas empresas envolvidas e o fiscalizador dos contratos também serão ouvidos pela Desfaz.