MPF oferece nova denúncia contra Renato Duque e mais quatro

Ex-diretor da Petrobras é denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou à Justiça Federal uma nova denúncia contra o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, e outras quatro pessoas, pelos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

Foram denunciados, além de Duque, a advogada Christina Maria da Silva Jorge, os empresários João Antônio Bernardi Filho, Antônio Carlos Briganti Bernardi e Julio Gerin de Almeida Camargo.

A denúncia é referente à 14ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada no dia 19 de junho, que teve como alvo as empreiteiras Odebrecht e Andrade Gutierrez. 

>> Suposto operador de esquema, Mário Góes faz acordo de delação

Na última sexta-feira (24), o MPF já tinha apresentado à Justiça uma denúncia referente à 14ª fase da operação. Foram denunciados os presidentes da Odebrecht S.A., Marcelo Odebrecht, e da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo. 

Ao todo, 22 pessoas foram denunciadas, entre elas, Renato Duque. Também aparecem os nomes do doleiro Alberto Youssef, do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do ex-gerente de Serviços Pedro Barusco. Eles foram denunciados por crimes como organização criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro nacional e internacional.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, aceitou na terça-feira (28) a denúncia apresentada pelo MPF na semana passada relacionada à Odebrecht.

>> MPF oferece nova denúncia contra Renato Duque e mais quatro

>> Lava Jato: Marcelo Odebrecht e mais 12 pessoas viram réus

>> STM: se condenado, Othon Pinheiro pode perder patente, salário e cumprir pena em penitenciária

>> Sérgio Moro diz haver provas contra presidente licenciado da Eletronuclear

>> Lava Jato: Juiz bloqueia contas do presidente licenciado da Eletronuclear

>> PF afirma que presidente da Eletronuclear recebeu R$ 4,5 milhões em propina

>> Lava Jato: presidente da Eletronuclear e executivo da Andrade Gutierrez são presos