PF não leva Rolls-Royce 2006 de Fernando Collor  

Veículo de luxo está na casa de ex-presidente em São Paulo

O jornalista Lauro Jardim revela neste sábado, em sua coluna Radar On-line, que o ex-presidente Fernando Collor de Mello teve muita sorte. Os agentes da Polícia Federal apreenderam na Casa da Dinda as já célebres Ferrari, a Lamborghini e o Porsche, mas não tiveram a curiosidade de dar uma passada em sua casa paulistana, no Jardim Europa.

Se fossem até lá, poderiam dar de cara com o símbolo máximo dos automóveis de luxo, o Rolls-Royce 2006 – um fausto para poucos: a montadora britânica fabrica apenas doze desses por ano.

>> Dono de Porsche apreendido diz que tomou "calote" de Collor

O carrão, assim como a Ferrari e a Lamborghini, está em nome da Água Branca Participações, empresa na qual ele e a mulher, Caroline Serejo, são sócios.

Segundo o jornalista, o Rolls-Royce modelo Phantom não é lá muito econômico: faz seis quilômetros com um litro de gasolina – mas quem há de se importar com miudezas, não é mesmo?

Ainda assim, Collor está devendo R$ 33 mil de IPVA.

A propósito, este não é o único carro que o senador possui em São Paulo, diz Lauro Jardim.