Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Agressor de Bolsonaro é transferido para Campo Grande

Jornal do Brasil

 

O agressor confesso do candidato Jair Bolsonaro (PSL), Adélio Bispo de Oliveira, foi transferido, no início da manhã deste sábado (8), para o presídio federal de Campo Grande (MS). Pouco antes das 7h30, ele chegou ao aeroporto de Juiz de Fora, escoltado por policiais federais.

Adélio entrou em um avião da Polícia Federal (PF), após passar a noite em um centro de detenção provisória na cidade. Antes ele havia sido novamente interrogado na sede da corporação, com objetivo de saber se ele realmente agiu sozinho, como alegou, ou se teve ajuda de outras pessoas e se o crime teve a participação de um mentor intelectual.

A transferência para um presídio federal foi tomada em comum acordo entre a juíza federal Patrícia Alencar, que ouviu Adélio ontem (7), em audiência de instrução, o Ministério Público Federal e a própria defesa do acusado. O objetivo é garantir sua integridade física, já que poderia ser morto dentro do sistema prisional comum.

Macaque in the trees
Adélio Bispo de Oliveira, agressor de Jair Bolsonaro, foi transferido para presídio federal em Campo Grande (Foto: Reprodução/ GloboNews)

Ataque

Na tarde de quinta-feira (6), Jair Bolsonaro recebeu uma facada no abdômen durante um ato que reuniu apoiadores em Juiz de Fora (MG). O candidato teve o intestino delgado costurado e parte do intestino grosso retirada. Ele também foi submetido a uma colostomia e, em até dois meses, terá de ser operado novamente.

>> Defesa vai pedir exame de sanidade mental de agressor de Bolsonaro
>> Em recuperação, Bolsonaro monopoliza campanha eleitoral
>> Advogado de agressor de Bolsonaro já defendeu Bola, no caso Bruno

(Com Agência Brasil)



Recomendadas para você