Trump diz acreditar em negação de Putin sobre interferência em eleição americana

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente russo, Vladimir Putin, falaram, entre outros temas, sobre as suspeitas de intervenção da Rússia nas eleições americanas, em entrevista coletiva nesta segunda-feira em Helsinque, na Finlândia, onde se reuniram por cerca de duas horas.

"Não interferimos na eleição americana, nem o faremos", declarou Putin. Negando as conclusões contrárias de serviços de inteligência dos Estados Unidos, o presidente russo afirmou que "nunca interferimos nem o faremos em questões americanas".

Trump alegou ter "confiança em meus serviços de inteligência, mas acredito na forte e poderosa negação do presidente. Não houve nenhum conluio na eleição presidencial com a Rússia e todos sabem disso", afirmou, destacando que a vitória foi fruto de uma "ótima campanha".

O presidente americano ainda enalteceu o fato de Putin ter oferecido reforços para auxiliarem as investigações do caso. "Não vejo porquê a Rússia teria interferido", disse. Para Putin, as acusações não passam de "rumores".

>> Putin oferece bola de futebol a Trump, que elogia Copa

>> Putin sugere a Trump cooperação nos setores de petróleo e gás de xisto

>> O que diz a linguagem corporal de Trump e Putin durante encontro

>> Trump diz acreditar em negação de Putin sobre interferência em eleição americana

>> Trump e Putin elogiam "diálogo produtivo" e falam em cooperação em petróleo

>> Putin oferece aos EUA interrogar russos acusados de interferir em eleições

>> A realeza, o papa e agora Trump: Putin faz todo mundo esperar

>> Trump e Putin elogiam diálogo bilateral mantido em Helsinque

>> Trump fala de diálogo direto e aberto com Putin

>> Putin: a Rússia jamais interferiria nas eleições americanas