Papa Francisco lava os pés de 12 detentos na Semana Santa

No primeiro ato comemorativo da Sexta-feira da Paixão para o Domingo de Páscoa, o Papa Francisco esteve, nesta quinta-feira (13), na capela da Casa de Detenção de Paliano, na província de Frosinone e da Diocese de Palestrina, para sediar a missa "in Cena Domini".

O Papa lavou os pés de doze detidos e prisioneiros, repetindo o gesto feito por Jesus aos Apóstolos, e lembrou que a prisão não pode ser um lugar de degradação, desprovido de humanidade, mas de reeducação e reintegração social.

Entre os 12 prisioneiros que estiveram com o Pontífice, havia 10 italianos, um argentino e um albanês. Entre eles, três mulheres e um muçulmano, dois prisioneiros em pena perpétua, um homem e uma mulher que Francisco conheceu separadamente, já que estão em confinamento solitário e algumas pessoas que estavam separadas por sofrerem de tuberculose. 

>> Papa celebra Paixão de Cristo e recorda mortes em guerras