Uma reserva na cultura

Complexo Niemeyer, em Niterói, atrai também público carioca

Completando um ano e meio desde a badalada inauguração com a pré-estreia nacional do premiado “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, o Reserva Cultural Niterói, localizado em São Domingos e colado no campus Gragoatá, da Universidade Federal Fluminense (UFF), é considerado um sucesso pelos vizinhos da capital. Sua agitada e rica programação oferece lançamentos semanais, uma agenda de pré-estreias, algumas exclusivas -, além de receber, em outubro, o Festival do Rio. 

“Eu, como francês e como todo turista que vem de fora do Rio, sempre vi Niterói como um bairro da capital. Podem ser prefeituras diferentes, mas Paris tem 20 distritos, e é tudo Paris. Tem muito niteroiense trabalhando no Rio, e vice-versa, ou seja, é tudo uma coisa só. E o Reserva Cultural Niterói foi pensado para fazer parte do circuito cultural do Rio”, conta o diretor do grupo, Jean Thomas Bernardini, de 67 anos. Ele lembra da facilidade de se deslocar até o Reserva, uma vez que, quem vai de barca, percorre apenas 900 metros pela orla da Baía de Guanabara até encontrar o complexo. “O nosso atrativo é a qualidade dos serviços - que não é só cinema -, e nossas pré-estreias com a presença de atores e diretores”, conclui.

No último Festival do Rio, foram 94 exibições com tapete vermelho em todos os dias de programação, e a presença de artistas e diretores, como o ator Nahuel Perez Biscayart, estrela do filme “120 batimentos por minuto” e o diretor de “O formidável”, Michael Hazanavicius, que já levou o Oscar de melhor filme e melhor diretor em 2012, com “O artista”.

A abertura do espaço, que teve a presença de todo o elenco do filme de Mendonça, como a estrela Sonia Braga, Humberto Carrão e Maeve Jinkings, foi o primeiro de muitos tapetes vermelhos estendidos a grandes nomes do cinema nacional, como Rodrigo Santoro e Selton Mello, e internacional, como Gérard Depardieu. Em dezembro, o destaque ficou com o lançamento de “Lumière”, que teve a presença do diretor do Festival de Cannes, Thierry Frémaux, e uma plateia recheada de cineastas, como Luiz Carlos Barreto, Cacá Diegues e Walter Carvalho. 

“Assisti ‘Aquarius’ no Reserva e posso dizer que o que mais me chama a atenção lá é justamente as opções de filmes que fogem ao padrão comercial. É isso que me atrai no cinema, a arte”, destaca a niteroiense Gabriela Sarmet, de 23 anos, bacharel em Relações Internacionais. “Morei cinco anos no Rio e o Reserva tem um ‘quê’ de Estação NET, que faz parte do circuito alternativo da capital. Procuro no Reserva o que sei que não vou achar em outro”. 

“O meu negócio é ser entretenimento e cultura. O filme independente é muito superior ao comercial. É claro que também passo o blockbuster, porque vende. Mas a minha prioridade não é esta. O cinema de arte é o que me interessa, e ele está se perdendo um pouco, porque está ficando sem sala”, justifica Jean. 

Projeto Niemeyer

O empreendimento viabilizado através de uma parceria público-privada, em um complexo arquitetônico planejado pelo arquiteto e urbanista Oscar Niemeyer - autor de outros grandes cartões-postais de Niterói, como o Museu de Arte Contemporânea (MAC) - está sob a administração do mesmo grupo do Reserva de São Paulo, que existe há 12 anos.

O espaço também foi planejado para abrigar o Museu do Cinema, com obra atrasada pela Prefeitura. Nos últimos dez anos, muitas salas de cinema de rua foram fechadas na cidade fluminense, restando à única sala do Cine Arte UFF - onde nasceu a primeira faculdade de cinema do país fundada por Nelson Pereira dos Santos - dedicação aos filmes "alternativos". 

O complexo de Niterói tem cinco salas de cinema, sete lojas, um estacionamento de 1800 m², além de uma bombonière e restaurantes. A Blooks Livraria, na parte inferior, já recebeu mais de cem lançamentos, assim como o descolado BizuBizu, que promove vários eventos culturais como o Corujão da Poesia, o Café Filô, Encontros de Literatura, entre outros. O espaço também já recebeu três edições do Rio Je t’aime, evento gastronômico que reúne chefs franceses e locais. Exposições fotográficas ocupam a Galeria de Arte e há espaço para a moda.

A moradora de Niterói, Sandra Hosken, de 65 anos, destaca o espaço pela qualidade das salas: "Vou sempre ao Reserva com a minha neta, e sem dúvida, o melhor do lugar é a qualidade de som, espaço, filmes para todas as idades", detalhou a professora de desenho.

A programação do cinema une filmes de arte a uma diversidade de programações com a intenção de atingir todos os tipos de público. O Centro Petrobras de Cinema vem conquistando o reconhecimento do niteroiense por sua alta qualidade técnica e instalações: suas cinco salas com 620 lugares atraem pela modernidade, conforto, e acessibilidade.

"Os lugares reservados para pessoas com deficiência não ficam colados na frente da tela. Isso já demonstra um conforto maior", conta a professora aposentada da rede pública, Lucília Gouveia, de 57 anos, que também afirma que o espaço é aconchegante: "A localização é boa, com uma bela vista para a Baía de Guanabara", e acredita na qualidade do cinema: "Os filmes são menos comerciais, melhor selecionados".

____________

Confira a programação deste Final de Semana:

Dia das Mães

Em comemoração ao Dia das Mães, o Reserva Cultural e a Vinho & Ponto, vão presentear as mamães com um brinde super especial que estarão debaixo dos assentos surpresas ao longo de todos as sessões neste dia. 

Exposição no Ar 

Até 13 de maio, "Fluxos", nova exposição fotográfica de Luiz Baltar com curadoria de Marcia Mello, apresenta paisagens num fluxo constante, sem pausa e movimentos lentos antes de uma nova aceleração. Entrada Franca!

Pré-estreia Especial

Na quarta (16) às 21h, sessão especial de pré-estreia do aguardado Deadpool 2. Adquira seus ingressos em nossos canais online e na bilheteria do cinema.

Três estreias

- Premiado pelo júri ecumênico no Festival de Cannes 2017, Esplendor;

- Exibido na mostra Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes 2015, A Sombra de duas mulheres, dirigido por Phillipe Garrel que também foi premiado como melhor diretor no Awards no Athens Panorama of European Cinema;

- Abordando a realidade obstétrica mundial e sobretudo a brasileira, O Renascimento do Parto 2, do estreante diretor Eduardo Chauvet.

Cinema Reserva Niterói - Em Cartaz!

Sala 1 

EX-PAJÉ (81) – 13h50

VINGADORES 3D (150) - (DUB.) – 15h20

VINGADORES 3D (150) - (LEG.) - 18h20

MADAME (91) – 21h*

PRÉ-ESTREIA: DEADPOOL 2 (120) – 21h (somente na quarta 16)

*Quarta-feira (16) não haverá a sessão das 21h

____________

SALA 2

VINGADORES 3D (150) - (LEG.) - 14h - 16h50 - 19h50

____________

SALA 3

ESPLENDOR (103) – 15h30 – 19h – 21h

A SOMBRA DE DUAS MULHERES (73) – 14h – 17h30

____________

SALA 4

PAULO, APÓSTOLO DO CRISTO (108) – 16h30 – 18h40

OS FANTASMAS DE ISMAEL (117) -  14h10 – 20h50

____________

SALA 5

PRAÇA PARIS (110) –  15h - 21h10

DE ENCONTRO COM A VIDA (111) – 17h10

O RENASCIMENTO DO PARTO 2 (91) – 19h20

____________

Serviço

Cinema Reserva Cultural Niterói - Centro Petrobras de Cinema 

Av. Visconde do Rio Branco, 880 - Bairro São Domingos – Niterói 

Tel.: 3811-8537. 

Sessões segunda a domingo: 13h às 24h 

Bilheteria: 12h30 às 22h (sáb. até meia-noite) 

Ingressos: De R$ 11 a R$ 31 

www.reservacultural.com.br