Quando a união faz a força

Num dos últimos programas de Alexandre Garcia, no canal de TV, Globo News, com a presença do deputado Hugo Leal, autor de Lei Seca, era enfocado o elevado número de acidentes de trânsito, especialmente, envolvendo motocicletas. Dentre os assuntos tratados, falou-se da precária preparação dos futuros condutores de motos.

De minha parte, quando de minha segunda gestão no DETRAN, no governo Faria Lima, em 1976, mandei instalar uma pista para o exame prático neste veículo, ali, junto à Lagoa Rodrigo de Freitas, existente até hoje. Ela é cópia, das existentes no Japão, modelo que consegui, graças à cooperação do representante da fábrica Honda. Lembro-me de que, em artigo publicado no JB, com o título: “Eu me preocupo com os motociclistas”, anunciava este avanço na preparação dos condutores do transporte individual, do futuro, para as congestionadas cidades do mundo. Não satisfeito com esta medida, ainda liberei de pagamento, um local do primeiro andar do edifício garage Menezes Côrtes, para os usuários deste veículo.

Hoje, principalmente em São Paulo, acontecem diariamente, inúmeros acidentes com vítimas fatais.

Graças ao relacionamento respeitoso que mantenho com as autoridades de trânsito de minha cidade e de meu estado, fruto, acredito, do meu comportamento respeitoso, pois, quando os critico, apresento a solução e, na maioria das vezes, sem a critica, sugiro soluções, em profundo contraste com a mídia que só critica, e o faz não por mal, mas por ignorar o assunto, acabo de receber o E-mail, que transcrevo, na íntegra, dando conhecimento, em primeira mão aos meus fieis leitores.

Ei-lo: 

Por solicitação do presidente do DETRAN, Fernando Avelino, estamos lhe enviando a seguinte informação que, ao nosso ver, tem largo alcance social.

                                             Na trilha da legalidade

Quarenta e cinco policiais militares começam a ser capacitados pelo DETRAN do Rio, nesta quarta feira (14/3) com o objetivo de ministrarem curso gratuito de especialização para motociclistas, ou seja, aqueles profissionais que usam a motocicleta profissionalmente para transportar documentos e mercadorias. A partir de 1º de setembro, eles só poderão trabalhar legalmente se tiverem passado pelo curso.

Por este motivo, o DETRAN, presidido por Fernando Avelino, e a Polícia Militar comandada pelo coronel Erir Ribeiro, resolveram juntar forças para tornar possível o atendimento à Lei Federal 12.009/09, que determinou a exigência. As aulas para motoristas serão dadas em 12 unidades de Polícia Pacificadora (UPPS) e em 10 Batalhões da Polícia Militar. A perspectiva é de que sejam atendidos mais de 22 mil profissionais por ano.

Obrigado pela atenção

Tarciso Baltar. Assessor chefe de Comunicação social do DETRAN/RJ.

Bravo! Finalmente é dado um importante passo, exatamente no enfoque principal em relação ao trânsito,  considerado pela ONU, o terceiro problema social do mundo.

Não bastará, no entanto, esta providência, que deve ser complementada pela CET RIO, estabelecendo, delimitada com faixas no solo equipadas com tachas especiais - que posso informar o modelo (utilizado na Alemanha) - pistas exclusivas para a circulação de motos, onde nos trechos de faixa contínua, são intocáveis. Em compensação, nos de faixa descontinua, devem ceder a vez ao veículo que vai entrar à direita. Quanto à localização destas faixas, que eu chamo de “motovias”, deverá ser contígua a dos ônibus, inibindo-os de fazerem ultrapassagens, principalmente no Aterro do Flamengo. 

Como colunista especializado, há mais de quarenta anos, ainda fico feliz em noticiar boas notícias, tão raras na área sobre a qual escrevo semanalmente.

Obrigado e parabéns ao Dr Fernando Avelino e ao coronel Erir Ribeiro.

A união faz a força.