Mãe do Dr. Bumbum deixa a cadeia

O filho, médico Denis Furtado, teve prisão preventiva decretada

A mãe do 'Doutor Bumbum', Maria de Fátima Furtado, deixou o presídio Nelson Hungria, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste da cidade, na manhã deste sábado (18). Após 29 dias presa,  ela teve o pedido de prisão revogado pela justiça, na noite de sexta-feira (18). 

Na decisão, da juíza Viviane Ramos de Faria, da 1ª Vara Criminal do Rio, o filho de Maria de Fátima, Denis Furtado, teve a denúncia aceita por homicídio qualificado e teve prisão preventiva decretada. Eles são investigados pela morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos.  

De acordo com determinação da magistrada,  Maria de Fátima,  a namorada de Denis, Renata Cirne, e a assistente Rosilene Pereira deverão cumprir medidas cautelares como não se ausentar do Rio, comparecer mensalmente à Justiça e não frequentar a clínica onde foram realizados os procedimentos estéticos.

"Considerando a gravidade das condutas imputadas às rés, no sentido de terem auxiliado Denis Cesar Barros Furtado, dando-lhe o suporte necessário para realizar procedimentos estéticos mediante a aplicação de substância química em quantidade acima do recomendado e em local impróprio, colaborando para o resultado fatal e criando risco à vida de indeterminado número de pessoas, o acolhimento do pedido ministerial de aplicação de medidas cautelares diversas da prisão se impõe", disse. 

Registro cassado

Maria de Fátima, mãe do Dr. Bumbum,  teve o registro médico cassado em janeiro de 2015. OConselho Regional de Medicina do Estado do Rio (Cremerj) informa que, a médica cometeu  infrações como: propaganda enganosa, a realização de propaganda de método ou técnica que não são aceitos pela comunidade científica e outros. Ela  teria ainda desrespeitado normas e resoluções do próprio conselho regional.