No Rio, Lava Jato denuncia 62 na Operação Câmbio, desligo

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou 62 investigados na Operação Câmbio, desligo nesta quarta-feira, 6. Na lista de acusados estão os doleiros Dario Messer, Roberto e Marcelo Rzezinski, Patrícia, Marco e Ernesto Matalon e o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (MDB).

A Câmbio, desligo foi deflagrada em 3 de maio contra um grandioso esquema de movimentação de recursos ilícitos no Brasil e no exterior por meio de operações dólar-cabo, entregas de dinheiro em espécie, pagamentos de boletos e compra e venda de cheques de comércio.

A força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio atribui crimes de pertinência à organização criminosa, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e operação de instituição financeira não autorizada.

>Foragido, Dario Messer, tem clientes investigados

>PF busca Dario Messer, o 'doleiro dos doleiros'

>Ação da Lava Jato prende doleiros que movimentaram US$ 1,6 bilhão