Crivella lança o Vem pra Praça, programa com espaços de convivência para a inclusão social

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, lançou na manhã deste sábado, dia 18, o programa Vem pra Praça. A Praça do Trem, no Engenho de Dentro, Zona Norte da cidade, foi a escolhida para receber um projeto pioneiro no país que reúne modernidade, design e tecnologia acessíveis a pessoas de todas as idades e classes sociais. O programa é resultado de mais uma parceria da Prefeitura do Rio com a iniciativa privada. A novidade dotou a praça de academias para a terceira idade e para cadeirantes, equipamentos workout crossfit, playgrounds diferenciados para três faixas etárias (um deles também para crianças com deficiência), espaço de convivência com mesas de pingue-pongue e jogos de tabuleiro e ainda wi-fi gratuito para estimular a interação como forma de inclusão social.

- A principal vantagem desse modelo novo é que ele traz a inclusão para as pessoas que tem necessidades especiais, aqui eles podem brincar e conviver com as outras crianças sem ficar olhando e se sentindo excluídos. Aqui eles vão para o balanço, fazem exercício físico, jogam pingue-pongue, aqui eles são incluídos. E também tem para terceira idade e para várias faixas etárias, enfim é para toda a família – declara o prefeito.  

Além de brinquedos especialmente criados para o programa - como um carrossel acessível também para cadeirantes que estimula a brincadeira entre todas as crianças -, o Vem pra Praça tem até aplicativo de celular exclusivo. Já disponível para Android e até o fim do mês para IOS, o sistema possibilita aos frequentadores da praça o uso gratuito do wi-fi, com acesso a informações sobre todas as atividades em funcionamento no local.

- É uma praça avançada e tenho certeza que vai ser copiada no resto do Brasil. Esse é o primeiro passo, pois vamos lançar em vários lugares, sobretudo zonas oeste e norte – finaliza Crivella. 

Os equipamentos do Vem pra Praça foram idealizados e doados pela empresa Aço Forte Brasil, que fabrica aparelhos de ginástica das academias da terceira idade. 

- Identificamos em alguns espaços que as peças, até pelo colorido, atraiam também crianças, proporcionando uma inclusão diferenciada. Foi aí que decidimos desenvolver equipamentos especiais que, depois de oito meses de muito trabalho, deram origem ao Vem pra Praça, programa com foco na inclusão em todos os sentidos - explica Luciano Farnese sobre o projeto que tem ainda como parceiro a empresa Yipi Tecnologia, responsável pelo desenvolvimento do aplicativo e pela internet gratuita no local.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais