Protesto na Alerj pedindo prisão de Picciani fecha Rua Primeiro de Março

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro informou, no início da tarde desta sexta-feira (17), que a Rua Primeiro de Março, uma das principais vias do centro da cidade, está interditada devido a uma manifestação na altura da Assembleia Legislativa do Rio.

Manifestantes preparam um ato para esta tarde, com o objetivo de pressionar os deputados estaduais a aprovar o pedido de prisão e afastamento do presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani (PMDB), e dos deputados Paulo Melo (PMDB) e Alberto Albertassi (PMDB).

As prisões e afastamento dos cargos parlamentares foram determinados nesta quinta-feira (16), em decisão do Plenário do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

O Centro de Operações da Prefeitura informou que o bloqueio ao tráfego é feito na Avenida Presidente Antônio Carlos. O trânsito está sendo desviado para a Avenida Almirante Barroso. Agentes da CET-Rio estão nos pontos de bloqueio e orientam os motoristas. Guarda Municipal e Polícia Militar também atuam na região.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais