Crivella faz inspeção surpresa no Hospital Pedro II

Passava pouco das 9 horas desta sexta-feira (20/01), feriado de São Sebastião do Rio de Janeiro, quando o paciente Severino Fernandes notou que o homem à frente de seu leito no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz, era o prefeito Marcelo Crivella. Durante uma inspeção surpresa à unidade de saúde, uma das principais da Zona Oeste do Rio, Crivella encontrou equipamentos quebrados e ouviu relatos de parentes e pacientes sobre os problemas de atendimento no hospital administrado por uma Organização Social (OS).

- Nessas unidades onde temos OS há problemas nos contratos.  Além de ter sido atrasado pela antiga administração, foram mais de R$ 100 milhões que não foram repassados às OS em dezembro. Há ainda defasagem nos valores. Estamos conversando com as OS. Não é possível que um hospital como esse tenha um elevador que não funciona há um ano. Isso é inaceitável. Peço ao povo de Santa Cruz e da Zona Oeste que tenha um pouco de paciência, mas vamos resolver isso. Gestão é se colocar no lugar do outro, nós estamos procurando sentir a dor do povo. Nós vamos fazer isso nos próximos quatro anos, vamos estar presentes dentro dos hospitais - disse o prefeito.

Acompanhado pelo secretário Municipal de Saúde, Dr. Carlos Eduardo, Crivella percorreu a emergência e os ambulatórios. O prefeito falou longamente com pacientes e parentes, também ouviu a diretora Maria Beatriz Gonçalves, coordenadora de Urgência e Emergência do Pedro II. Além de encontrar um dos elevadores quebrado, o prefeito constatou problemas no funcionamento do ar condicionado e a falta de medicamentos. 

O Hospital Pedro II foi o quinto hospital visitado pelo prefeito desde que tomou posse há 20 dias. Além da unidade de Santa Cruz, Crivella e sua equipe fizeram inspeções nos hospitais Jesus (Vila Isabel), Souza Aguiar (Centro), Miguel Couto (Leblon) e Salgado Filho (Méier).   

O secretário de Saúde do município, Dr. Carlos Eduardo acrescentou durante a visita ao hospital Pedro II que os repasses atrasados serão liberados pelo prefeito de forma antecipada logo no início da próxima semana às OS. 

- Os salários dos profissionais não podem ser atrasados de forma alguma. Já solicitamos a abertura de sindicância e estamos agindo para que não haja uma interrupção nos serviços e estamos trabalhando para solucionar os problemas deixados pela antiga administração - concluiu o secretário.