Denúncias auxiliam ações do Segurança Presente

 Operações receberam mais de 4,9 mil telefonemas nos últimos 11 meses 

Além da percepção dos próprios agentes, o sucesso da Operação Segurança Presente também está relacionado com o apoio da população. Pessoalmente ou por telefone, moradores e comerciantes podem pedir ajuda ou trocar informações com os agentes. As regiões beneficiadas pela ação – Aterro do Flamengo, Lagoa, Méier e Centro – já registraram 4.905 telefonemas, contabilizados até sexta-feira (25/11). Nos três primeiros locais, a operação começou em dezembro de 2015; no Centro, o início foi em julho deste ano.  

O Centro, que tem a maior área de patrulhamento e é composto por uma população flutuante diária de cerca de 700 mil pessoas, recebeu o maior número de ligações: 2,9 mil. Dos outros bairros, o Méier se destaca, com mais de mil telefonemas em 11 meses de operação. O capitão Rafael Andrade, coordenador do Méier Presente, vê esse engajamento como um reconhecimento dos moradores e dos comerciantes, em uma área onde as lojas de rua são uma característica forte da região.  

– A população está feliz com a revitalização do Méier. Recebemos muitas ligações com denúncias e também de agradecimento – disse o capitão. 

Patrulhamento a pé e em viaturas 

A base do Méier Presente fica na Praça Agripino Grieco, um ponto importante do bairro, com comércio e manifestações culturais, e por onde muitos pedestres transitam para acessar as ruas Dias da Cruz e Hermengarda, via que liga o Méier ao bairro do Lins. Por dia, 57 agentes, entre policiais militares e civis, patrulham o Méier a pé, de bicicletas ou de viaturas.