Unidades dos Bombeiros ganham mais de 60 novas viaturas

Veículos serão distribuídos por todas as regiões do Estado do Rio de Janeiro

Em solenidade na Escola dos Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, em Guadalupe, a corporação recebeu ontem, oficialmente, 64 novas viaturas, entre ambulâncias, picapes e trailers. Os veículos foram adquiridos para a Olimpíada, quando parte da frota serviu de apoio nos locais de competições. Agora, as viaturas serão distribuídas pelas diversas regiões fluminenses.

O custo total da nova aquisição foi de R$ 10,3 milhões. Isso reforça a organização para salvamento, resgate, suprimento de água, batedores de socorro e, no caso dos trailers, a principal utilidade será servir de base nas praias sem postos de salvamento, principalmente as oceânicas fora da Região Metropolitana.

"É importante ressaltar que o recurso utilizado para essa compra veio da Taxa de Incêndio. Desde 2007, a taxa é utilizada integralmente para a compra de equipamentos. Posso garantir que nesse aspecto, a nossa equipe não fica a dever em nada para nenhuma corporação do mundo. Ser atendido com equipamentos sempre em bom estado é um direito do cidadão fluminense" ressaltou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Ronaldo Alcântara.

Atendimentos

Com exceção do carro de combate a incêndio, os veículos utilizados pelos Bombeiros têm uma vida útil curta, pois são muito requisitados.

"Para se ter uma ideia de como a frota é exigida, tivemos, no último ano, 270 mil atendimentos de ambulância. A renovação tem que ser constante", explicou o comandante.

Para definir como seriam distribuídas as viaturas, foi feito um estudo sobre a necessidade de cada área. A Região Metropolitana do Rio de Janeiro ficará com a maior parte da frota. E os veículos podem eventualmente se deslocar dentro de uma mesma área.

"As viaturas pertencerão às regiões, e não aos quartéis.  Por isso, podem atender a cidades vizinhas". afirmou o coronel Alcântara.