Guardas municipais são agredidos por ambulantes na Zona Oeste do RJ

Agentes receberam tapas  e golpes quando tentavam recolher mercadorias da calçada 

Três agentes da Guarda Municipal foram agredidos por vendedores ambulantes na última segunda-feira (14) em frente à estação BRT da Taquara, na Estrada dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Um dos guardas feridos denunciou o caso ao sindicato da categoria (Sisep-Rio), apresentando vídeo e foto do momento da agressão, juntamente com o áudio do pedido de socorro, feito pelo WhatsApp, já que os aparelhos de comunicação não estavam funcionando.

No vídeo, os guardas municipais são agredidos pelos ambulantes no momento em que os servidores tentavam recolher as mercadorias, que estavam irregulares na calçada. Um dos guardas disse que os servidores entraram em conflito com ambulantes após retenção de mercadoria, já que os vendedores não quiseram sair do local.

Os guardas, que são da 7ª IGM, foram agredidos com tapas e golpes de madeira. Um dos agentes que estavam no local disse que os três tiveram ferimentos leves, e que a viatura ficou amassada, com os vidros quebrados. Os agentes feridos foram para a UPA de Campinho e depois seguiriam para a delegacia.

O Sisep-Rio classificou o caso como um desrespeito à Guarda Municipal, repudiou o ato de vandalismo, e acompanha o caso de perto para identificar os agressores. “É um absurdo o que ocorreu e vamos dar suporte aos guardas e ajudar a encontrar os agressores, disse o diretor jurídico do Sisep-Rio, Frederico Sanches.

No áudio enviado pelo guarda municipal, ele pede ajuda após o grupo de agentes ser agredido pelos ambulantes. “Estou tentando contato e aparentemente tem três guardas feridos, a viatura tá avariada. Vou tentar contato com o GTN para ver se nos dar um apoio", disse o guarda na mensagem. “O curioso é que ele pede ajuda pelo WhatsApp, já que os aparelhos de comunicação entre os agentes simplesmente sumiram”, disse o diretor do Sisep-Rio.