PM foragido do Bope que vendia informações a traficantes é preso

Cabo Rodrigo Meleipe Vermelho Reis estava nos Estados Unidos

O policial militar Rodrigo Meleipe Vermelho Reis foi preso na noite deste domingo (13). Ele estava nos Estados Unidos e, de acordo com a Corregedoria Interna da Polícia Militar, se apresentou na sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em Laranjeiras, na Zona Sul. Ele é um dos cinco investigados na Operação Black Evil que apurou o vazamento de informações de operações para traficantes.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Militar cumprem na última semana mandados de prisão preventiva contra os policiais do Bope acusados de receber propina de criminosos que controlavam a venda de drogas em comunidades das Zonas Norte e Oeste da cidade e no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Segundo a denúncia aceita pela Justiça, entre agosto e dezembro deste ano, os policiais recebiam semanalmente dinheiro de criminosos para informá-los sobre operações do Bope nas comunidades controladas por facções criminosas. Os valores recebidos variavam entre R$ 2 mil e R$ 10 mil por comunidade, segundo o MPRJ. Eles também são acusados de negociar armas apreendidas de facções criminosas rivais.

A operação conta com a participação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRJ, agentes da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança, da Corregedoria e da Coordenadoria de Inteligência da Polícia Militar e do comando do próprio Bope. Foram apreendidos aparelhos eletrônicos, armas, munições, granadas, agenda com telefones de traficantes, celulares, rádios-transmissores, além de R$ 78.400 em espécie.

>> Policiais do Bope são acusados de negociar armas e receber propina no Rio