Inea promove Consulta Pública para a criação da Floresta Estadual José Zago

Reunião acontece no dia 21 de outubro, em Trajano de Moraes

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) vai realizar no dia 21 de outubro, em Trajano de Moraes, a consulta pública para a criação da Floresta Estadual José Zago (FLOE José Zago). Será a primeira unidade de conservação deste tipo a ser criada pelo governo estadual e vai ocupar a área do atual Horto Florestal de Trajano de Moraes.

De acordo com a legislação ambiental, a Floresta Estadual é uma unidade de conservação de uso sustentável, com cobertura florestal de espécies predominantemente nativas, que tem como objetivo básico o uso múltiplo dos recursos florestais, com ênfase em métodos de exploração de florestas nativas baseados em critérios de sustentabilidade, e a pesquisa científica.

A criação da unidade vai aliar o fortalecimento das atividades que já ocorrem no Horto Florestal de Trajano de Moraes - conservação da biodiversidade, restauração florestal, produção de mudas, pesquisa científica, educação ambiental e lazer -, a um manejo florestal sustentável planejado, à exploração do potencial da área como unidade produtora de sementes de espécies florestais nativas e ao desenvolvimento do turismo.

A denominação da Floresta Estadual homenageia o ex-chefe do Horto Florestal, atualmente aposentado. José Zago começou a trabalhar no horto em 1977, assumiu a chefia em 1988 e permaneceu no cargo até se aposentar, em 2008. Durante sua gestão, além de um importante trabalho de reflorestamento, também foram realizadas várias obras de melhoria que transformaram o horto num dos mais produtivos do estado.

A consulta pública será realizada às 17h, no Auditório da Prefeitura Municipal de Trajano de Moraes, na Praça Waldemar Magalhães, 5, Trajano de Moraes, RJ.

Para mais informações, os interessados podem entrar em contato com a Gerência do Serviço Florestal (Inea/Gesef) pelo telefone (21) 2332-5521, ou ainda com a Gerência de Unidades de Conservação de Proteção Integral (Inea/Gepro), pelo telefone (21) 2332-5516, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

As contribuições também podem ser enviadas para o e-mail [email protected]