Procon Carioca apreende cerca de 400 quilos de alimentos em estabelecimentos no Rio

Fiscais do Procon Carioca, da Prefeitura do Rio, descartaram nessa terça-feira 398,4 kg de alimentos impróprios ao consumo em três estabelecimentos na Zona Norte do Rio. Os produtos estavam sem identificação de fabricante; prazo de validade; com mal cheiro, armazenados irregularmente ou em condições precárias de higiene. 

No supermercado Nosso Pão, na Rua São Francisco Xavier, nº 342, no Maracanã, a equipe de fiscalização apreendeu 41kg de coxinha de galinha, bolinho de bacalhau e quibe prontos para fritar; 10,6kg de massa de pizzas; 25kg de massa crua para salgados em geral; 10kg de frango desfiado para recheio de coxinha e empadões; 2kg de bacon em cubos sem identificação; 3kg de carne moída;  58kg de carne descongelada e 3kg de fígado descongelado. O frigorífico do supermercado estava em péssimo estado e havia até baratas mortas em um dos freezers que guardava carne de porco. 

Já no restaurante Casa da Comida, na Rua General Roca, nº 603, na Tijuca, foram inutilizados 2 litros de molho de tomate; 1 litro de molho verde; 1 kg de milho; 1 litro de molho de pimenta; 1kg de arroz integral pronto;  500g de creme de chocolate; 1kg de feijão branco pronto; 500g de frutas misturadas e deterioradas; 1 kg de frango ao molho shoyo, prontos para servir, além de  5 litros de óleo saturado. 

No supermercado Premium Boulevard, na Rua 28 de Setembro, nº 310, em Vila Isabel, os fiscais também dispensaram 245,8kg de carnes com mau cheiro; sem identificação; com validade vencida e embalagens violadas. O manuseio dos alimentos era feito em um balcão sem refrigeração e sem proteção, atraindo moscas. 

Os estabelecimentos foram autuados e, após o prazo de defesa, serão multados. Segundo a presidente do Procon Carioca, Solange Amaral, é importante verificar o prazo de validade e as condições do produto, antes de comprar.