Quatro poços artesianos irregulares são lacrados em São João de Meriti

Quatro poços artesianos foram lacrados nesta sexta-feira (19/06) pela Coordenadoria Geral de Fiscalização do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Os poços estavam sendo explorados sem outorga pela empresa Ki-Água – Distribuição, Comércio e Transporte Limitada e tinham a capacidade de extrair cerca de 450 mil litros por dia. A água era comercializada para estabelecimentos da região, incluindo shoppings e restaurantes.

Na operação, que contou com a participação da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) e Cedae, os fiscais também encontraram na sede da empresa, na Rua do Congo, em Jardim Meriti, quatro caixas d´água de 25 mil litros cada, além de uma cisterna com capacidade para 100 mil litros.

Além de não poder extrair a água até que regularize sua situação junto ao Inea, a empresa foi autuada e poderá ser multada. De acordo com a Lei 3467/2000, a multa poderá chegar a R$ 50 mil.