ISP: cai em 85,5% homicídios por 'auto de resistência' em áreas de UPPs, em 5 anos

Órgão divulga balanço inédito sobre indicadores da política de pacificação no estado

O Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP) divulgou nesta segunda-feira (11/05), os novos números relacionados às "Incidências Criminais e Administrativas" das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). O órgão também apresenta um balanço inédito com os "Indicadores da Política de Pacificação", com a evolução das atividades policiais em áreas beneficiadas pelas UPPs entre 2007 e 2014. De acordo com os dados, houve uma significativa redução nos números de homicídios decorrentes de intervenção policial, de 85,5% entre os anos de 2008 (136 ocorrências) e 2014 (20 ocorrências). 

Com base no balanço, as áreas atendidas pelas UPPs apresentaram queda na taxa de homicídios dolosos, com 116 casos em 2008 e 40 casos em 2014, o que representa uma redução de 65,5%.   

Metodologia

Os dados das UPP são divulgados após um ano completo da data de implantação de cada UPP. Para contribuir com a análise temporal das incidências nas áreas consideradas, os dados de cada UPP são retroagidos no período de um ano antes do começo da implantação.

Os números são referentes apenas às ruas ou trechos de ruas que estão sob a responsabilidade da UPP. O estudo do ISP foi feito juntamente com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora que tomou por base as ruas e pontos de referência de cada comunidade e os limites das UPPs publicados no Diário Oficial.

Os dados são referentes aos Registros de Ocorrências (RO), lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado.

Comparativo de alguns indicadores (2008 x 2014)

Homicídios Decorrentes de Intervenção Policial – Redução de 85,3%

Homicídio Doloso – Redução de 65,5%

Letalidade Violenta – Redução de 76,3%

Roubo de Rua – Redução de 57,3%

Apreensão de Drogas – Aumento de 301,0%

Armas Apreendidas – Redução de 70,1%

Ocorrências com Flagrante – Aumento de 268,0%

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais