Projeto Linha Verde recebe mais  de 17 mil denúncias em dois anos

O projeto Linha Verde, uma parceria do Disque-Denúncia com a Secretaria do Ambiente, já recebeu 17.827 denúncias contra crimes ambientais desde a sua criação, em julho de 2012. Deste total, 5.669 ligações foram de caráter imediato, ou seja, realizadas no momento em que a infração era cometida. Com base nas informações,  182 pessoas foram autuadas e 15, presas.

"O controle da sociedade é determinante no combate aos crimes ambientais. Por isso, o cidadão pode e deve exercer o papel de vigilante, denunciar e acionar as autoridades competentes", afirmou o secretário do Ambiente, Carlos Portinho.

Contando com recursos do Fecam (Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano), o serviço centraliza o recebimento de ligações sobre crimes ambientais e encaminha as informações para o Comando de Polícia Ambiental (CPAm) e a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, que são responsáveis por averiguar as denúncias. 

"Criamos o Linha Verde após uma percepção de que precisávamos dar tratamento específico aos crimes ambientais. E o projeto tem gerado resultados positivos. O aumento do número de denúncias agiliza o combate às infrações", afirmou Adriana Nunes, coordenadora do Disque-Denúncia responsável pelo Linha Verde.

Em pouco mais de dois anos, os crimes mais denunciados foram maus-tratos contra animais (8.809 ligações), extração irregular de árvores (1.647) e guarda/comércio de animais silvestres (1.439).

As denúncias podem ser feitas pelo telefone 0300 253 11 77, que funciona para todo o estado e tem custo de uma ligação local. O anonimato é garantido. As denúncias podem ser feitas 24 horas por dia.