Operação da PM assusta moradores da Rocinha

Uma operação que aconteceu na manhã desta segunda-feira (29) assustou moradores da Rocinha, na Zona Sul do Rio. Segundo a Polícia Civil, o objetivo era cumprir 51 mandados de prisão para combater o tráfico de drogas. Contudo, mais uma vez, a violência atrapalhou a vida de moradores.

O Jornal do Brasil tentou contato com alguns moradores da comunidade, mas não teve sucesso. Segundo relatos, as pessoas estão com medo de comentar o assunto. A reação é justificável uma vez que desde 2012 a comunidade possui uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), mas o tráfico ainda controla a venda de drogas na favela.

O colunista do Jornal do Brasil e morador da Rocinha, Davison Coutinho, falou brevemente sobre o assunto. "Tem gente que acorda com galo cantando, outros com despertador, mas na Rocinha os moradores acordam com a "bala comendo", como todos se referem no momento da tensão. Mais uma segunda feira que se inicia com a violência marcando as nossas vidas. Era horário de escola, fosse o que fosse, nenhuma operação policial poderia colocar em risco a vida de tantas crianças que se deslocavam para estudar. E quanto aos trabalhadores que estavam indo para mais um dia de luta? Alguns ônibus, inclusive escolares ficaram encurralados. O terror era total. Comerciantes e moradores tiveram mais prejuízos. E mesmo depois de todo episódio de guerra, essa gente batalhadora abriu suas portas e seguiu rumo aos seus afazeres e compromissos. Essa Rocinha é terra de gente trabalhadora que não merece sofrer com tanta violência. O processo precisa mudar, quantas vidas serão perdidas para que a paz seja uma realidade na Rocinha. Errado ou não, eu continuo afirmando: paz não se faz com policia e sim com dignidade e inclusão social".

Cerca de 120 policiais da Delegacia da Rocinha (11ª DP) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) participaram da ação, com o apoio de um helicóptero da Polícia Civil. Na manhã de hoje, seis pessoas foram presas. Somadas às 14 que já haviam sido apreendidas, 20 mandados foram cumpridos.