"Inferno de paz": mais uma sexta-feira de engarrafamentos no Rio

Os caricas enfrentaram mais uma sexta-feira de caos no trânsito. Pela manhã, as avenidas Rio Branco e Presidente Vargas apresentavam congestionamentos intensos com reflexos em diversos pontos do Centro da cidade. A Avenida Atlântica também registrou lentidão no final da manhã, nos dois sentidos.

No mesmo horário, quem precisava passar pela Linha Amarela em direção ao Fundão enfrentou lentidão. Na estrada Lagoa-Barra a situação não era diferente no sentido Lagoa, a partir do Fashion Mall até o acesso para o Túnel Zuzu Angel, onde um utilitário enguiçou deixando o trânsito intenso. Este é um dos trechos que constantemente estão engarrafados, atrasando motoristas e passageiros de transportes públicos.

Ainda no final da manhã de hoje, a Avenida Francisco Bicalho também estava engarrafada no sentido Cidade Nova, entre a saída do Gasômetro e o acesso para o Trevo das Forças Armadas. A Avenida Niemeyer, em direção ao Leblon, mostrava lentidão e retenções na altura do Vip’s e do Vidigal. Na Rua Jardim Botânico, o trânsito seguia lento no sentido Gávea. O viaduto Saint Hilaire seguia com tráfego intenso no sentido Lagoa.

Na Avenida Embaixador Abelardo Bueno, no sentido Linha Amarela, obras ocupavam a pista lateral, causando retenções. Na Avenida Maria Teresa, em Campo Grande, um acidente entre um carro e um caminhão atrapalhou a circulação de veículos no local. Outro acidente, entre uma moto e uma carreta, ocupou duas faixas da Avenida Brasil, altura de Manguinhos, no sentido Centro. Uma colisão entre um carro e um ônibus, na Avenida Maracanã, também deixou a via lenta.

Por volta das 15h30, a Rua Pinheiro Machado, no sentido do túnel Santa Bárbara, estava parada. Outro ponto com lentidão era a Rua São Clemente, na altura da Rua Guilhermina Guinle. As avenidas Borges de Medeiros e Epitácio Pessoa, em direção ao Túnel Rebouças, também estavam engarrafadas. Quem teve que pegar a ponte no meio da tarde, no sentido Niterói, também enfrentava lentidão desde a Reta do Cais. Às 15h30, o tempo estimado de travessia era de 45 minutos.