Justiça suspende sessão da Câmara que aprovou plano de cargos dos professores

O Justiça do Rio suspendeu a sessão da Câmara dos Vereadores que aprovou o Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR) para servidores da rede municipal de ensino. A liminar foi concedida pela juíza Roseli Nalin. 

Por conta da decisão, a lei sancionada pelo prefeito Eduardo Paes está suspensa, mas ainda cabe recurso. 

O projeto de lei do plano de cargos e salários dos professores do município foi aprovado no dia 1º de outubro em reunião extraordinária. No dia seguinte, o prefeito Eduardo Paes sancionou a lei e nove vereadores de oposição pediram a anulação da sessão, concedida nesta sexta.

A suspensão da sessão foi anunciada no perfil no Facebook do vereador Renato Cinco (Psol), um dos nove que entrou com a ação. Os outro oito vereadores que entraram com a ação foram: Eliomar Coelho (Psol), Tereza Bergher (PSDB), Paulo Pinheiro (Psol), Jefferson Moura (Psol), Reimont (PT),  Leonel Brizola Neto (PDT), Marcio Garcia (PR), Verônica Costa (PR).