Justiça nega recurso para retomada da CPI dos Ônibus

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) negou nesta quarta-feira (2) o recurso da Câmara de Vereadores que pedia a retomada da CPI dos Ônibus. O desembargador Agostinho Teixeira afirmou que a continuidade dos trabalhos da comissão poderia fomentar o descrédito da população em relação ao poder legislativo do Rio.

A CPI está suspensa pela Justiça desde 16 de setembro. Na ocasião, o TJ explicou que os vereadores Teresa Bergher, Eliomar Coelho, Paulo Pinheiro, Reimont, Renato Silva e Jefferson Moura entraram com recurso na segunda instância depois que a juíza da 5ª Vara de Fazenda Pública da Capital, Roseli Nalin, não concedeu liminar que pedia a interrupção dos trabalhos.

Os vereadores argumentam no recurso que a atual composição da CPI não respeita a proporcionalidade de partidos e blocos parlamentares entre governo e oposição.