Cabral desiste de derrubar Parque Aquático Júlio Delamare

Estádio Célio de Barros também deve ser preservado

Acuado pela onda de manifestações quase diárias, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, anunciou na tarde desta segunda-feira que desistiu de derrubar o Parque Aquático Júlio Delamare, no Complexo do Maracanã.

Pelo Twitter, Cabral disse que tomou a decisão depois de refletir a partir dos pedidos das manifestações que têm sido feitas contra ele.

"Acabei de falar ao telefone com o presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos. Disse ao Coaracy Nunes que refleti sobre o Júlio Delamare. Tenho ouvido muitas manifestações em defesa da permanência do Parque Aquático no complexo do Maracanã. Coaracy me disse que o governo com isso estaria atendendo à natação brasileira. Diante disso o Julio Delamare está mantido", afirmou Cabral.

O governador do Rio também disse que vai se encontrar na próxima quarta-feira com o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo para definir o futuro do Estádio Célio de Barros.

"Liguei para o presidente da Federação de Atletismo do RJ,Carlos Alberto Lancetta. Marcamos uma conversa nesta quarta-feira para definir o futuro do estádio Célio de Barros. Disse a ele que desejo encontrar a melhor solução para o atletismo do Rio".

Tanto o Júlio Delamare quanto o Célio de Barros seriam demolidos para melhorar o acesso ao Maracanã.