Helicóptero com trabalhadores da Petrobras faz pouso de emergência

Um helicóptero que levava 18 trabalhadores da Petrobras e outras empresas do setor de petróleo precisou fazer um pouso de emergência na manhã desta terça-feira em Campos dos Goytacazes (RJ), depois de decolar do aeroporto de Macaé. 

De acordo com a Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro), o helicóptero decolou às 10h20. O pouso emergencial ocorreu por volta de 11h.

A aeronave, um modelo S-92, pertence à empresa Líder Aviação. Ela levaria os trabalhadores de Macaé à Unidade de Manutenção e Segurança (UMS) Cidade de Quissamã, na Bacia de Campos. Além dos petroleiros, havia a bordo do helicóptero dois tripulantes.

Dois diretores do Sindipetro, Luiz Carlos Mendonça e Francisco Tojeiro, foram ao aeroporto, segundo o sindicato. De acordo com Mendonça, houve relato sobre forte cheiro de queimado na aeronave, que teria feito parte do trajeto com uma das turbinas fora de funcionamento. 

Os bombeiros foram acionados para acompanhar o pouso, que foi bem sucedido. Ninguém ficou ferido. 

Segundo o Sindipetro, os trabalhadores serão realocados para outro voo, e precisarão voltar de ônibus para Macaé.

Em nota, a Líder Aviação afirmou que o pouso de emergência foi “um procedimento padrão de segurança”. De acordo com a empresa, o pouso ocorreu por conta de uma luz de segurança acesa no painel. Segundo o relato do sindicato, o alarme é referente à limalha de ferro em óleo lubrificante. 

“A empresa reforça que este é um procedimento padrão e que a aeronave realizou a operação normalmente, conforme especificado no manual do equipamento e todos os passageiros foram informados sobre os procedimentos adotados”, disse a Líder, em nota.