Já são 27 corpos resgatados em Petrópolis, diz secretário de Defesa Civil

O número de corpos resgatados na tragédia da Região Serrana chega  a 27, segundo informou na tarde desta terça-feira (19) o secretário estadual de Defesa Civil, Sérgio Simões. Deste total, nove corpos foram resgatados nesta terça. As localidades mais afetadas continuam sendo o Alto Independência e o Quitandinha - onde a maior parte das vítimas foram crianças que participavam de uma festa de aniversário.

"O tempo melhora a partir de amanhã, a diminuição da chuva facilitou o trabalho das equipes de resgate", explicou Simões. 

Para o secretário estadual de Defesa Civil, os dados do prefeito Rubens Bomtempo de que 15 mil pessoas vivem em área de risco - sendo 5 mil em área de alto risco - chamam a atenção.

>> Ministro da Integração visita áreas atingidas pelas chuvas no RJ

>> Jardineiro salvou menina antes de ser soterrado em Petrópolis 

>> Petrópolis tem 15 mil em área de risco e prefeito tem projeto para apenas 164

>> Petrópolis: criança de 12 anos morreu durante comemoração de seu aniversário

"Tem muita gente morando em área de encosta, beira de rios, e muito crescimento desordenado. São necessárias obras de contenção de encostas e reassentamento de famílias que vivem em áreas críticas. O grande trabalho aqui em Petrópolis é organizar as comunidades, porque os sistemas de alarme são muito eficazes", garante ele que aponta a existência de 42 comunidades na cidade imperial.

Reconstrução do Centro Histórico

Na manhã desta terça-feira (19), o que se vê nas ruas da cidade é muita lama e lixo, inclusive nas principais vias, como Rua do Imperador, Rua Teresa e Coronel Veiga. Também são feitas ações  emergenciais para limpeza e remoção de terras, galhos e entulho de vários bairros prejudicados pelo temporal. O número de ocorrências registradas pela Defesa Civil subiu para 368. 

Os rios Piabanha e Quitandinha continuam em alerta máximo, sob risco de transbordamento em alguns pontos do Centro Histórico. Já o número de pessoas alojadas nos 18 pontos de apoio somam 560, ou cerca de 140 famílias. O índice pluviométrico do bairro Quitandinha, o mais atingido, chegou a 428 milímetros nas últimas 24 horas, quase o dobro do esperado para o mês inteiro.

Noventa e uma pessoas, entre voluntários e funcionários da Defesa Civil, estão pelas ruas auxiliando nas vistorias das ocorrências. Além disso, cerca de 250 bombeiros do Estado atuam na cidade. O prefeito também determinou, desde a madrugada de hoje, a criação de uma força tarefa com a contratação de mais 500 pessoas para uma frente emergencial de trabalho.

Pontos de apoio às vítimas

- E. M. Odette Fonseca (Duques)

- Igreja N. S. Aparecida (Quitandinha)

- CEI Chiquinha Rola Rua Campos (Quitandinha)

- E.M. Stefan Zweig (Rua Amazonas)

- E. M. Governador  Marcelo Alencar (Quitandinha)

- Escfola Bom Jesus (Dr. Thouzet)

- Escola M.João Paulo II (São Sebastião)

- Escola N. S. da Glória (Morin)

- Escola Paula Saldanha (Estrada da Saudade)

- PSF Estrada da Saudade (Estrada da Saudade)

- E.M. Ana Mohamed (Sargento Boening)

- E.M. Augusto Mechick (24 de Maio)

- PSF Vila Saúde (Quitandinha)

- Esc. Geraldo Ventura Dias (Meio da Serra)

- PSF Valparaíso (Chapa 4 – Valparaíso)

- Escola Rosalina Nicolay (Siméria)

- Colégio Princesa Isabel (Quitandinha)

- Igreja São Jorge (João Xavier – Bingen)

- Esc. M. Ver. José Fernandes (Alto da Serra)

- CIEP - Santos Dumont (Alto Independência)

- Igreja Metodista (Alto Independência)

- Escola Rosa (Independência)

- E. M. Rubens de Castro (Alto da Serra)

- Escola Paroquial N. S.do Carmo (Atílio Marotti)

- E. M. Josemar Contage (Corrêas)

- E.M. João Ventura Dias (Meio da Serra)

- E. M. Senador Mario Martins (Caxambu)

Vítimas internadas

(Hospital Santa Teresa -todas as vítimas são politraumas) 

Lucimar de Sá e Silva – 42 anos – Internada – Estável

Juliane Cristina de Almeida – 27 anos – Internada – Estável

Marcelo da Silva Moura – 42 anos – Internado – Estável

Geraldo Maurício – 53 anos – Internado – Estável

Paulo Vinícius Mattos – 50 anos – Internado – Estável.

Maria Aparecida Rodrigues – 45 anos – Internada – Estável

Adriano Jorge Barbosa de Oliveira – 15 anos – Internado – Estável

Rondineli Santana Castro – 39 anos – Internado – Estável

Liliane Pereira da Silva – Idade não informada – Está no CTI – Estado Grave.

Ricardo Correa – 46 anos – Está no CTI – Estado Grave.

Carlos Andre de Paulo Rodrigues – 06 anos – Internado – Estável.

Rodrigo Oliveira – Idade não informada - Está no Centro Cirúrgico – Ainda não há evolução médica.

Drucilaine Alves – Idade não informada – Está no CTI – Estado Grave.