Ex-cabo do Bope é condenado por vender armas a traficantes

A Justiça do Rio de Janeiro condenou Mauro Lopes de Figueiredo, ex-cabo do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), por vender armas da corporação a traficantes de drogas. Ele fazia parte de uma quadrilha de criminosos que fugiram do Complexo do Alemão e agiam em Itaboraí (RJ), a 45 quilômetros da capital carioca. 

Outras 11 pessoas também foram condenadas pela 2ª Vara de Armação dos Búzios.

O ex-cabo do Bope foi sentenciado a 18 anos e 120 dias de prisão em regime fechado pelos crimes de formação de quadrilha e venda ilegal de armas e munição. 

O juiz Marcelo Alberto Chaves Villas descreveu Figueiredo como um homem "perigosíssimo que, se valendo da sua condição, desviava munição da unidade onde servia e as vendia para traficantes".

Entre os outros condenados, está uma mulher, Bruna Cristina de Araújo Monteiro. Os demais são Paulo Victor Petronilho Sampaio, Luiz Carlos Araújo Paiva, Hallan Kardec de Oliveira Angelo, Luiz Felipe Neves de Souza, Jonatan de Oliveira Quirino, Bruno Carvalho Gomes Pinto, Demerval Fernandes Júnior, Flávio Vinícius Sabino da Silva, Alceli Coelho da Silva Júnior e Renato Muniz da Costa Freire.u