Confira o que pode e o que não pode durante o Réveillon em Copacabana

A Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop), com o apoio da Guarda Municipal, montou um esquema especial de fiscalização para o Réveillon 2013, em Copacabana, para fiscalizar as posturas municipais nas areias, garantindo o ordenamento e a segurança dos frequentadores do evento. 

Não é permitido

- A venda de produtos em embalagens de vidro;

- Fabricar, assar ou cozinhar alimentos na praia, tais como churrasquinho, queijo coalho, camarão, amendoim torrado, salgadinhos e sanduíches;

- A orla, em toda sua extensão, é uma área de proteção ambiental. Não será tolerado o acampamento, a montagem de cercadinhos ou a de demarcação com fita nas areias.

Somente na última sexta-feira, dia 28, a fiscalização recolheu 15 barracas de camping montadas nas areias de Copacabana.

O que é permitido

- A venda de produtos em lata ou embalagens de plástico;

- Os frequentadores poderão levar garrafas vidro para uso pessoal, como as de espumante, que são uma tradição para brindar o fim de ano. Entretanto, é importante que o descarte seja feito nos latões disponibilizados na orla, pois os cortes causados por vidro são uma das maiores incidências de acidentes na época de Réveillon;

- As famílias também podem trazer de casa produtos preparados para a ceia, lembrando sempre de descartar os restos na lata de lixo mais próxima para ajudar a manter a praia limpa.

Esquema especial de fiscalização

A Seop atua com 1.688 agentes (1.400 guardas municipais de controle urbano, 190 de trânsito e 98 agentes da Seop), em esquema especial de fiscalização preventivo, que teve início já na manhã de hoje, até o término do Réveillon. A partir das 19h deste domingo, será realizada a "Operação Tatuí", uma ação noturna que vai percorrer toda a orla de Copacabana e Leme para impedir que ambulantes autorizados e irregulares façam depósitos de mercadorias na areia.

Serão 52 barreiras operacionais montadas, às 9h do dia 31 dezembro, para coibir o comércio ambulante irregular nas principais vias de acesso à Praia de Copacabana. A Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamento e Reboques (CFER), órgão da Seop, vai disponibilizar 20 reboques que vão circular nas áreas de abrangência do evento com a finalidade de reprimir o estacionamento irregular.

Os guardas municipais da Unidade de Ordem Pública de Copacabana, assim como os agentes da Seop que realizam o ordenamento das praias, farão o patrulhamento de rotina na região independente do planejamento do evento.