Motoristas vítimas de milícia se reúnem em Bangu 

Motoristas de vans da Cooperativa Rio da Prata promovem uma assembleia, hoje,  às 10 horas, em Bangu, para debater soluções para acabar com as ameaças que estão sofrendo de grupos de milicianos. 

Desde o último sábado, homens armados estão obrigando os cooperados a pagar taxa semanal de R$ 200,00, sob ameaça de incendiar os veículos. A extorsão ocorre nos bairros de Santa Cruz e Sepetiba. 

Temendo represálias, a Cooperativa Rio da Prata tirou  80% da frota de circulação.

Não é a primeira vez que os cooperados sofrem ameaças. Em outubro, um grupo exigia diária de R$ 150 para permitir a circulação dos veículos.