Presidente da OAB é contra privatização do estádio do Maracanã

Além do cantor e compositor Chico Buarque, a campanha contra a privatização do Maracanã ganhou outro aliado de peso: o presidente da OAB do Rio de Janeiro, Wadih Damous. Segundo ele, "o Maracanã pertence ao povo e nas mãos do povo deve permanecer". 

No próximo sábado, dia 1º de dezembro, Damous vai participar do ato unificado na Praça Saens Peña contra a privatização do estádio.

Vascaíno, Damous era frequentador assíduo do estádio até o fechamento para obras com vistas ao mundial de 2014. Ao contrário do presidente da OAB, Chico Buarque é torcedor do time tetracampeão brasileiro, o Fluminense, mas como Damous também  era um frequentador assíduo do estádio. 

O cantor relembrou seus grandes momentos no estádio e enfatizou que o Maracanã "é um espaço público que deve permanecer público".