Chefia das UPPs visita os morros da Coroa, Fallet e Fogueteiro

A equipe da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) e seu comandante–geral, Rogério Seabra, estiveram, nesta quarta-feira (11/7), nas comunidades Coroa/Fallet/Fogueteiro, no Rio Comprido, na zona Norte, para conversar com moradores e orientar os policiais da UPP instalada na região. A intenção da coordenadoria é dialogar com a comunidade para conhecer as demandas da população local e aprimorar o serviço prestado. Esta é a segunda localidade a receber a visita da equipe da CPP, que já esteve no complexo de São Carlos. As próximas comunidades a receber a visita serão Escondidinho/ Prazeres, em Santa Teresa, na quarta-feira (18/07).

- O motivo de nossa presença na comunidade é dar apoio aos policiais e moradores. Estão aqui todos os oficiais que pertencem à organização maior das UPPs, área de pessoal, logística, de apoio estrutural, entre outras. O cidadão quer um serviço melhor, de qualidade, efetivo para as suas demandas. Percorremos a comunidade para conversar com moradores para saber o que podemos fazer para melhorar nosso serviço. A ideia é ouvir e dialogar com a comunidade e com os policiais para entendermos a realidade do serviço prestado e as melhorias que devem ser feitas. Queremos a excelência, este é o nosso objetivo – disse o comandante-geral.

Moradora da Coroa, a psicóloga e terapeuta Eliane Carvalho, 40 anos, comemorou a visita e aproveitou para dar sugestões:

- Sugeri ao comandante que monte mais cursos de qualificação profissional, e até de assistência terapêutica à população. Acho que precisamos unir forças para somar e mudar a história do Rio. Acho importante a visita do comandante para desmistificar ainda mais a presença de policiais nas comunidades. Precisamos continuar fazendo algo diferente. Precisamos de policiais parceiros, colaboradores da comunidade.

Policial Militar da UPP da região e professor de futebol no Rio 2016, projeto da Superintendência de Desportos do Estado do Rio (Suderj), que faz parte da política de incentivo ao esporte elaborada pelo Governo do Estado, Daniel Andrade, 29 anos, acha a iniciativa muito produtiva.

- Considero importante que a população conheça a polícia, o nosso trabalho. A vinda da equipe da coordenadoria aproxima a corporação da comunidade – afirmou.

No período da tarde, o comandante-geral da CPP, Rogério Seabra, se reunirá com representantes das associações de moradores das três comunidades.