Chuvas deixam cinco mortos na Região Serrana do Rio

A Região Serrana do Rio voltou a ser castigada por uma forte chuva que já deixou cinco mortos. O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, informou na madrugada deste sábado que a última vítima localizada é uma mulher, que estava sob os escombros de uma casa no bairro de Santa Cecília, em Teresópolis. O filho dela, de cinco anos, foi resgatado com vida.

Os outros mortos são uma menina de 14 anos, moradora do bairro Quinta Lebrão; um casal do bairro Bom Retiro; e ainda uma outra pessoa da comunidade Pimentel.

O número de desabrigados em Teresópolis pode chegar a 800, segundo o comandante dos Bombeiros. Pelo menos oito deslizamentos foram registrados na cidade. A estrada Rio-Teresópolis ficou totalmente interditada durante três horas.

Nova Friburgo também foi castigada pela chuva no fim da tarde desta sexta-feira. Em quatro horas choveu mais do que o esperado para o mês inteiro. O Rio Bengalas, no Centro da cidade, chegou a transbordar, mas as águas já retornaram ao nível normal.

As fortes chuvas da noite passada fizeram os moradores lembrar da tragédia de janeiro de 2011, quando os temporais devastaram vários municípios da Região Serrana e deixaram mais de 900 mortos.

Mais de 300 pessoas foram consideradas desaparecidas. As cidades mais atingidas pelas enchentes do ano passado foram Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto.