Comitê de Saúde irá mapear necessidades da população negra 

Intenção é desenvolver projetos que tornem a saúde pública aos negros 

A Secretaria de Saúde acaba de criar o Comitê de Saúde da População Negra, com objetivo de mapear as necessidades especificas, desenvolver projetos que tornem a saúde pública mais acessível, além de investir em tratamentos de enfermidades mais comuns aos negros.

A criação do comitê é resultado do trabalho de um grupo de técnicos de várias áreas da Saúde que desde 2010 mantém encontros periódicos para discutir o tema. Além disso, a medida cumpre uma orientação do Ministério da Saúde, por meio da portaria 2979, publicada em dezembro do ano passado, que preconiza a criação de comitês por parte dos estados para discutir a questão da saúde da população negra.

- Uma das vantagens da criação do Comitê de Saúde da População Negra para o estado do Rio de Janeiro é que vamos criar espaço para que a sociedade civil participe desta discussão, junto com a equipe técnica da Saúde. Além disso, queremos trabalhar em parceria com os municípios para que as ações resultem em uma melhoria significativa à população negra e, em especial, às mulheres – explica a coordenadora-executiva do comitê e assessora especial da Assessoria de Gestão Estratégica e Participativa da Saúde, Carina Teixeira. 

Os próximos passos serão definir quais áreas da Saúde, especialistas e membros da sociedade civil irão participar do comitê, a criação da resolução e do regimento, fazer o mapeamento da situação da saúde da população negra no estado e a definição do plano de ações e metas. As reuniões de trabalho serão feitas mensalmente.