Peixes mortos na baía assustam moradores de Magé. Veja fotos

A Secretaria de Meio Ambiente recebeu uma denúncia de que desde a última terça-feira (31), haveria muitos peixes mortos nas praias de Mauá. O Instituto Estadual do Ambiente (INEA) foi convocado para realizar a medição da oxigenação da água da baía. Segundo a Associação Homens do Mar foram retirados até agora cinco toneladas de um tipo de sardinha chamado Sevilha.

Uma das denúncias recebidas pela secretaria seria de que a empresa GDK estaria derramando óleo na baía e prejudicando a pesca de camarões e outros peixes na região. Amostras de água foram colhidas ao lado da balsa cabrea, que é utilizada para a movimentação de cargas.

O agente ambiental Marcolos Ribeiro disse que o nível de oxigênio presente na água está bom, mas que prefere aguardar o laudo que deve sair em 15 dias. “O oxigênio está ótimo, poderia te dizer o resultado da análise agora, mas prefiro enviar para o laboratório para um laudo mais técnico.”

Os fiscais da secretaria de meio ambiente, trabalham com a hipótese de descarte. “A sardinha é um peixe que não serve para esses barcos pesqueiros, portanto eles armazenam e depois jogam fora aquilo que não presta para a comercialização”, afirmou um dos agentes.