Desenvolvimento do interior puxa crescimento do comércio

O desenvolvimento do interior do Estado do Rio puxou o aumento do número de novas empresas abertas em 2011. Segundo levantamento da Junta Comercial do Estado (Jucerja), o setor cresceu 15% em comparação com 2010. Ano passado, foram registrados 53.476 processos para novos negócios, enquanto que em 2010 o registro foi de 46.394.

Ao todo, sete municípios do interior apresentaram crescimento no número de empresas abertas em 2011. Resende, no Sul fluminense, lidera o ranking, com a instalação de mais 55 estabelecimentos, totalizando 4.393. Em seguida, está Barra do Piraí, na mesma região, com 36 novas empresas instaladas, somando 2.611. São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, chegou a 2.025, com mais 24 negócios, ocupando o terceiro lugar.

"Há um movimento de crescimento econômico no interior do estado. Resende, por exemplo, abriga várias indústrias e ocomércio se desenvolve no entorno. No caso de São Pedro da Aldeia e Saquarema, é o turismo que impulsiona essa alta. As empresas estão tendo mais facilidade para se instalar no interior. Essa é a primeira vez que o interior puxa o índice de instalação de novos negócios. Normalmente, a capital liderava o ranking", afirmou o presidente da Jucerja, Carlos de La Rocque.

Entre os segmentos do comércio que apresentaram alta na abertura de negócios estão roupas e acessórios, com 4.219; lanchonetes e casas de chá, com 2.530. Em seguida aparecem restaurantes (1.878); cosméticos e higiene pessoal (1.856); e equipamentos e suprimentos de informática, com 1.687 novos estabelecimentos.