Ceperj faz concursos para Degase e fazenda em sete municípios do RJ

Durante cinco horas no domingo (15), 28.147 candidatos responderam às 170 questões das provas objetivas e fizeram uma redação aplicadas pela Fundação Ceperj (Centro Estadual de Estatísticas, Pesquisas e Formação de Servidores Públicos do Rio de Janeiro), em dois concursos realizados no Rio e em mais seis municípios. Disputando 500 vagas imediatas, 27.648 profissionais se submeteram ao exame, na tentativa de conquistar um dos 27 cargos de níveis superior, médio técnico e médio do Novo Degase (Departamento Geral de Ações Socioeducativas). Para as 80 vagas da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), 499 concorrentes, dos 801 convocados, fizeram a prova de Conhecimento Geral, primeira etapa para seguirem a carreira de analista de controle interno.

Os exames começaram nos horários estabelecidos nos dois editais, foram aplicados das 9h às 14h, em 44 colégios estaduais e universidades e mobilizaram 3.550 pessoas especialmente treinadas, entre coordenadores, executores, itinerantes e fiscais, sob a coordenação geral do diretor de Concursos e Processos Seletivos da Ceperj, Marcus São Thiago. Ele afirma que os dois concursos transcorreram normalmente, sem ocorrências negativas e que os problemas pontuais foram resolvidos na hora. As provas entram no portal da Fundação – www.ceperj.rj.gov.br – na noite deste domingo, podendo ser acessadas pelos 28.147 candidatos. Os gabaritos preliminares serão divulgados nesta terça-feira (17/01).

- O índice de faltosos no Novo Degase, de 27,56%, ficou dentro da média histórica de concursos. Na disputa pelo cargo de analista de controle interno, da Secretaria de Estado de Fazenda, a relação candidato-vaga caiu para 6,23, o que é muito bom para quem continua concorrendo e passará pela segunda etapa, fazendo a prova de Conhecimento Específico em 18 de março – afirma Marcus São Thiago, explicando que os cronogramas das duas seleções seguirão normalmente e lembrando que todos devem ficar atentos ao site da Fundação Ceperj.

Novo Degase

Das 9h às 13h, foram aplicadas as provas objetivas e a redação, de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos oferecidos pelo Novo Degase. Os exames foram realizados em 42 locais distribuídos por escolas estaduais e universidades, no Rio (16 locais) e em mais seis municípios: Araruama (um), Campos dos Goytacazes (sete), Nova Friburgo (um), Nova Iguaçu (cinco), São Gonçalo (dois) e Volta Redonda (10). Dos 38.168 convocados, 10.520 faltaram, totalizando um índice de abstenção de 27,56%, dentro da média histórica de concursos.

Os candidatos que disputam os 20 cargos de nível superior responderam às 50 questões do tipo múltipla escolha, valendo um ponto cada uma, totalizando 50 pontos. Para aqueles que concorrem aos quatro cargos de nível médio técnico e aos três de nível médio (agente administrativo, agente socioeducativo feminino e agente socioeducativo masculino) foram apresentadas 40 questões, totalizando 40 pontos. Depois da divulgação dos gabaritos preliminares, poderá se considerar habilitado o candidato que obtiver o mínimo de pontos exigidos por conteúdo e no total da prova, conforme o edital.

A redação, valendo 20 pontos, teve o objetivo de avaliar o conhecimento do candidato, assim como sua capacidade de expor assuntos, considerando os critérios de fundamentação teórica, coerência e coesão textual, objetividade, clareza e correção de linguagem. Foram apresentados dois temas para o candidato escolher e elaborar um texto. Marcus São Thiago lembra que somente serão corrigidas as redações dos aprovados e mais bem classificados nas provas objetivas, respeitados os quantitativos máximos por cargo, pólo e tipo de vaga – ampla concorrência, as reservadas às pessoas com deficiência, aos negros e índios. Ao total de provas, serão acrescidas aquelas correspondentes aos candidatos cujas notas empatarem com o último classificado nos três tipos de vaga.

O resultado preliminar da correção das redações será divulgado em 29 de fevereiro. Aqueles que se inscreveram para os cargos de pedagogo e professor Degase de educação física passarão ainda pela avaliação de títulos, cujos documentos deverão ser entregues entre 7 e 9 de março. A segunda etapa do concurso para todos os cargos será o curso de formação, que estará sob a responsabilidade da Escola de Gestão e Políticas Públicas da Ceperj, com início previsto para 18 de abril. 

Secretaria de Estado de Fazenda

Os 499 profissionais de nível superior, que continuam concorrendo aos 80 cargos efetivos de analista de controle interno da área de Contabilidade da Sefaz, fizeram a prova de Conhecimento Geral – primeira etapa do concurso - das 9h às 14h, em dois colégios estaduais: Infante Dom Henrique e Pedro Álvares Cabral, em Copacabana, Zona Sul do Rio.

Durante as cinco horas de prazo, eles responderam às 80 distribuídas pelas disciplinas de Língua Portuguesa; Raciocínio Lógico e Estatística; noções de Economia e Matemática Financeira; noções de Direito Constitucional, Tributário e Administrativo; e Administração Financeira, Orçamentária e Responsabilidade Fiscal. Todas as perguntas foram elaboradas com base nos conteúdos programáticos constantes do edital, do tipo múltipla escolha, valendo um ponto cada, totalizando 80 pontos.

Será eliminado deste concurso público o candidato que não alcançar, simultaneamente, o mínimo de acerto em cada disciplina e de 50% no total da prova, conforme o edital. Somente aqueles que obtiverem aprovação na primeira etapa farão a prova objetiva de Conhecimento Específico constante da segunda etapa, em 18 de março.

São atribuições do cargo de analista de controle interno as atividades fazendárias de nível superior de planejamento, supervisão, coordenação e execução especializada; controle, avaliação e estudo da gestão econômica, financeira e patrimonial; análise de custos; análise de balanços; análise do comportamento das receitas, entre várias outras. Os contratados terão uma jornada de 40 horas semanais e remuneração de R$ 3.818,18.