Arsenal encontrado na Rocinha estava atrás de Ciep

Uma investigação realizada nas últimas 24 horas, após vários dias de monitoramento sobre os traficantes, levou policiais civis da 39ª Delegacia Policial (DP), com apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e da Delegacia de Serviços Delegados (DDSD), a descobrirem um verdadeiro arsenal embalado e escondido em uma cisterna cimentada a 2,5 metros abaixo da terra na Favela da Rocinha.

O arsenal foi encontrado na localidade de Vila Verde, atrás do Ciep da Rocinha. Os policiais precisaram pedir apoio à Secretaria Municipal de Obras, que enviou 8 operários com britadeiras para o local. Foram necessárias mais de 4 horas de escavação até chegar às armas, porque havia uma camada de 1 metro de concreto que teve que ser rompida com as britadeiras. 

Dentro da cisterna, os policiais encontraram 14 granadas, quatro fuzis, uma luneta com mira telescópica para fuzil, cinco pistolas, uma faca, cerca de mil munições, três anteparos de cerâmica para colete balístico que suporta tiro de fuzis, 42 carregadores, nove rádios transmissores, 32 carregadores de fuzis, 11 carregadores de pistolas, cinco coletes balísticos, cinco toucas Ninja, três joelheiras, cocaína a granel (quantidade ainda a ser pesada).

Em outra ocorrência, em local de difícil acesso, no meio da mata, os policiais encontraram 24 fuzis enterrados: 2 fuzis .308, fuzis G31 AK 473, fuzis Fal1, fuzil M167, fuzis AR 151, carabina .301 calibre 12

Além dos fuzis, também foram encontradas 7 pistolas (sendo cinco 9mm e duas .45), 2 lança rojões, 2 granadas e 25 kg de cocaína.

E após a dica de uma moradores, os agentes foram até uma casa abandonada na Rua 2, também na Rocinha. Lá o Bope encontrou um laboratório de refino de cocaína. Foram apreendidos no local: 3 galões de ácido sulfúrico (cada galão possui 30 litros)1 galão de éter (com capacidade de 50 litros)1 pacote de 30kg de um pó branco que a perícia irá identificar o que é.