Estudantes acampam na Cinelândia em protesto à sociedade capitalista

Cerca de 80 jovens ocupam a cinelândia desde o último sábado, em protesto à “sociedade em que vivemos” e ao “capitalismo vigente”. O evento, chamado de Ocupa Rio,  foi divulgado pelo Facebook. De acordo com os organizadores, o grupo de aproximadamente 150 pessoas ocupou a praça no último dia 15, mas por conta de “contratempos”, só conseguiu levantar as barracas no último sábado (22).

As reivindicações vão desde uma reforma agrária à não construção da central hidroelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará. Alguns dos cartazes, porém, têm frases mais abrangentes como: "Nós por Nós mesmos" e "Enquanto eles não nos deixarem sonhos, não os deixaremos dormir".

Entre as atividades, os acampados fazem meditação, yoga, oficinas e iniciativas culturais, como debates e encontros.  A maior parte dos integrantes do movimento são estudantes na faixa dos 20 anos. Alguns deles saem para trabalhar ou estudar durante o dia, mas voltam para passar a noite no local, como forma de protesto.

Os manifestantes informaram que a Guarda Municipal chegou a abordá-los por duas vezes, mas que entenderam os seus argumentos.