Osório: Rio gatsa R$ 700 mil limpando pichações só em monumentos

JB Online

RIO - Cerca de 20 pichadores arrependidos fizeram contato com a prefeitura e, num acordo inédito, aceitaram participar do programa anti-pichação da prefeitura. Como voluntários, eles participaram da limpeza do parque das crianças, no Aterro do Flamengo, impulsionados pelo exemplo dos dois pichadores do Cristo, que limparam o Túnel Novo. O secretário Carlos Roberto Osório, que cuida da manutenção do Rio, disse que a cidade gasta, aproximadamente, R$ 700 mil por ano para limpar apenas monumentos e praças do município e que este valor seria suficiente para reformar 30 praças.

- É importante pelo exemplo que eles estão dando - disse Osório.