Rocha: Escola é apedrejada outra vez e alunos se revoltam com uniforme

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - A Escola Municipal José Veríssimo, no Rocha (Zona Norte), voltou a ser apedrejada por alunos na terça-feira, primeiro dia em que a escola não contou com a presença de Guardas Municipais desde que foi depredada por cerca de 20 estudantes, há 26 dias. Insatisfeitos com a exigência de que usem uniforme, um grupo de alunos atirou pedras nas janelas do banheiro masculino. Para os professores, o episódio traz de volta o receio de serem vítimas de agressões.

A Secretaria Municipal de Educação (SME) nos enviou um novo agente educador, mas, como a que tinhamos está de licença, pois foi agredida e ameaçada no mês passado, continuamos com apenas um atuando contou uma professora que preferiu não se identificar.

Os professores pedem que a SME instale rapidamente as telas de proteção nas janelas, para garantir a segurança dentro das salas.

A secretaria informou que os pedidos feitos em reunião com a secretária Claudia Costin, após o primeiro episódio, estão sendo atendidos. A escola já recebe mais dois carros-pipa por dia, e as reformas foram iniciadas. Segundo o órgão, terça-feira, após o acionamento da GM e da Coordenadoria Regional de Educação, um aluno foi identificado e encaminhado ao Conselho Tutelar. Segundo a secretaria, o caso foi registrado na delegacia.