Além de óculos quebrados rachaduras na estátua de Drummond

Caio de Menezes, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Depois dos óculos, vandalizados pelo menos seis vezes, a estátua em homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade, instalada em um banco na altura do Posto 6 da Praia de Copacabana, tem agora uma rachadura no braço direito. Quem passou nesta segunda-feira pela imagem teve mais um motivo para lamentar o descaso, já que os óculos quebrados foram reparados pela última vez em outubro de 2008, como informou a Fundação Parques e Jardins (FPJ).

Um novo ato de vandalismo, agora no braço, foi descartado pela diretora de monumentos e chafarizes da FPJ, Vera Dias. De acordo com ela, a estátua se encontra no atual estado a bastante tempo .

O dano nos óculos é antigo, só a rachadura no braço que é mais recente. Mas não foi causada por um ato de vandalismo. Trata-se de uma emenda feita por solda que abriu. Muitas pessoas sentam no colo da estátua, o que pode ser a causa disse.

A responsável pelos monumentos da cidade afirmou que a reforma da estátua já tem data marcada.

Só esperamos o início do monitoramento do local por câmeras, da CET-Rio. Só depois será realizado o reparo, o que deve acontecer no próximo dia 21.

Reprovação

Nesta segunda-feira, muitas pessoas que passaram pela estátua reclamaram do mau estado de conservação. Para uma conterrânea do poeta mineiro, a notícia sobre as condições da estátua não serão bem recebidas na cidade natal de Drummond.

O pessoal de Itabira não vai gostar nada de saber disso disse Monica Azevedo Bahia.

Para a paulistana Aline Leandro, a situação da estátua é reflexo da ignorância sobre o homenageado.

Se as pessoas soubessem quem foi Drummond, jamais danificariam a representação dele afirmou.

A estudante de medicina Flávia Esper Dahy disse que falta respeito ao patrimônio público.

Além de mostrarem não compreender a importância desse brasileiro, revelam profundo desrespeito ao patrimônio público.

O barbeiro Maicon Roberto, indicou possíveis medidas que evitariam danos à estátua.

Deviam intensificar o patrulhamento da orla. Acho que é a única forma de reprimir o vandalismo.