Arraiá da Melhor idade agita o Maracanãzinho

João Paulo Aquino, JB Online

RIO - O colorido das roupas contrastava com os cabelos grisalhos e a animação colocava em dúvida a idade. Ao som da Orquestra Tupy, cerca de 15 mil idosos de 89 municípios do estado embalaram-se no Arraiá da Melhor Idade, promovido pelo governo estadual no Maracanãzinho. Até o governador Sérgio Cabral entrou no ritmo e a paquera rolou solta no encontro.

Dancei muito, mas teve muito pisca-pisca, nada de namorar de verdade conta Maria da Glória Santos de Araújo, 65 anos, que viajou duas horas e meia de Rio das Ostras até chegar na festa.

Com um público predominante de mulheres, a queixa era uma só: a falta de homens.

O mal dos bailes é pouco homem para muita mulher reclamava Wilma Marques da Silva, 76 anos.

Ao lado, Antônio Ribeiro, 71 anos, retrucava:

São muitas viúvas, os homens tem medo ria o aposentado, acompanhado que estava de sua mulher.

O aposentado Maciel Rodrigues, 51 anos, conversava em uma rodinha com mais dois amigos, o assunto não era difícil de adivinhar.

Aqui é o paraíso exclamava Maciel que é casado e tinha, apenas naquele momento, uma brecha da mulher. Burro amarrado também come capim concluia rindo.

Para não correr nenhum risco, Cecília Costa Gomes não tirava o olho do marido. Enquanto dava entrevista, as amigas brincavam dizendo que ela iria aparecer na sessão de negócios rurais do jornal.

As mulheres de hoje estão cada vez mais assanhadas, mas eu confio no meu esposo. Afinal, são 34 anos de casamento defendia a senhora que a caráter usava trancinhas no cabelo.

Na disputa por pretendentes, não faltavam noivas. Todas se diziam virgem e a procura do príncipe encantado, ou melhor, do galã do sertão. Florisbela Lessa de Lima, era uma delas.

É muito bom, relembro os meus tempos de mocinha, mas não faz muito tempo não. Só tenho 96 anos contava a noivinha mais animada do salão.

Arroz doce e paçoquinha eram servidos gratuitamente, mas o público queria mais.

A cerveja está muito cara, custando R$ 4. Podiam ter dado um desconto para acima de 60 anos reclamava uma senhora de 61.