Reabre Escola de Belas Artes da UFRJ

JB Online

RIO - Após três anos e meio de reformas, reabriu nesta terça-feira a Escola de Belas Artes da UFRJ. Foram promovidos a higienização e conservação do acervo, a disponibilização do catálogo do acervo em site online e a modernização da reserva técnica. O novo Museu D. João VI é, agora, constituído por recepção, seção técnica, seção de pesquisa, espaço da peça em destaque, ateliê de medalhística, diversas reservas técnicas (acervo de papel, medalhística, livros raros, esculturas, coleção Ferreira das Neves e pinturas), além de depósito.

O espaço foi criado pelo professor Almir Paredes Cunha, em 1979, para abrigar o acervo artístico da EBA. Mas a partir da década de 1980, quando o Museu começou a apresentar problemas de infiltrações, a iluminação foi prejudicada e o museu, fechado.

Com o objetivo de revitalizar o Museu, foi elaborado o Projeto Memória da Arte Brasileira dos Séculos XIX e XX: revitalização do Museu D. João VI da EBA / UFRJ, coordenado pela professora Sonia Gomes Pereira, que foi premiado pelo Edital da Petrobras Cultural em maio de 2004.