Jornal do Brasil

Rio - Carnaval 2019 - Rio

Procon Carioca notifica sete estabelecimentos neste Carnaval na Sapucaí

Havia saídas de emergência trancadas e foi necessário descartar 21 quilos de alimentos

Jornal do Brasil

O Procon Carioca informou que notificou sete estabelecimentos neste Carnaval na Sapucaí. Foram seis camarotes e uma lanchonete nos cinco dias de desfile. No sábado, dia do desfile das escolas campeãs, o camarote Rio Praia foi notificado. Havia saídas de emergência trancadas com cadeado e lacres. Seis quilos de alimentos impróprios para consumo foram descartados. Entre eles, linguiça defumada, bacon e carnes com data de validade vencida e salada de queijo com tomate seco sem identificação da data de validade, com mau odor e má aparência. Também foram constatadas as ausências de sinalização dos extintores de incêndio, placa com a capacidade de lotação e alvará.

Na segunda-feira, quatro camarotes e uma lanchonete foram notificados. No camarote Bradesco foram descartados cinco quilos de peixe impróprios para consumo, sem identificação das datas de manipulação e validade. Não havia sinalização da saída de emergência nem alvará para funcionar.

Na lanchonete Bob's, mais de 40 cachorros-quentes sem informação quanto a data de fabricação e validade tiveram que ser descartados. Foi constatada a falta de alvará e da exposição de preços dos produtos. O camarote King foi notificado por ter a saída de emergência trancada com cadeado e vetor de contaminação na área da cozinha. Faltava ainda sinalização dos extintores de incêndio.

No camarote Lounge Carioca, a notificação foi pela ausência de extintores de incêndio e do alvará de funcionamento. O camarote Up recebeu notificação por falta de certificado do Corpo de Bombeiros e do alvará.

No domingo, o Procon Carioca notificou o camarote Vivanti, em que foram descartados 10 quilos de carnes impróprias para consumo que estavam sem identificação das datas de manipulação e validade. Também faltava informação quanto à saída de emergência e lotação máxima.

Foram realizadas 165 fiscalizações nos cinco dias de desfile, desde a sexta-feira. Nos primeiros dias, foram feitas fiscalizações educativas, orientando comerciantes em camarotes, lojas e quiosques quanto às normas de defesa do consumidor.