Jornal do Brasil

Rio - Carnaval 2019 - Rio

Bloco das Poderosas da cantora Anitta desfila no Rio neste sábado

Jornal do Brasil

O Rio de Janeiro será palco neste sábado, 9, do desfile de mais 24 blocos de carnaval, com destaque para o Bloco das Poderosas que começou às 9 horas da manhã, liderado pela cantora Anitta, no centro do Rio, que promete reunir meio milhão de foliões.

Outro bloco tradicional, Quizomba, sai às 11h na Lapa, bairro que recebe também o Eu amo Cerveja às 13h, e o Berço do Samba, às 17h.

Macaque in the trees
A cantora Anitta comanda o Bloco das Poderosas (Foto: José Lucena/AE)

O bloco da Anitta desfila sob o clima de expectativa depois do tumulto ocorrido no bloco da cantora Ludmilla, na terça-feira de carnaval, no mesmo local onde será feito o desfile das Poderosas. Um conflito entre foliões e policiais militares levaram mais de 200 pessoas para os postos de saúde e hospitais próximos, de um total estimado de 1 milhão de participantes do bloco. Para tentar dispersar a multidão, policiais jogaram bombas de efeito moral, o que causou a intoxicação e queimadura em muitas pessoas.

E logo no início do desfile das Poderosas, um homem foi detido por policiais por tentativa de furto.

Macaque in the trees
Homem é detido no Bloco das Poderosas (Foto: JOSE LUCENA/AE)

Também no centro do Rio, a partir das 21h15 será realizado no Sambódromo o Desfile das Escolas de Samba Campeãs, com a festa sendo encerrada na madrugada pela campeã deste ano, Mangueira, por volta das 2h40, com o enredo "História para ninar gente grande", baseado nas páginas ausentes da História do Brasil que homenageia os verdadeiros heróis brasileiros que foram vencidos por quem contou a história depois.

"Ao dizer que o Brasil foi descoberto e não dominado e saqueado; ao dar contorno heroico aos feitos que, na realidade, roubaram o protagonismo do povo brasileiro", ensina o enredo, que entre outras mulheres homenageia a vereadora Marielle Franco, assassinada há um ano no Rio de Janeiro e cujo crime ainda não foi solucionado.

Com Estadão